Como fazer uma renda extra no Carnaval?

Como fazer uma renda extra no Carnaval?

5 ideias de negócios para ganhar dinheiro no feriadão

Guia de Bolso - 5 fev, 2018

No Carnaval, há quem não troque a folia por nada. Outros preferem aproveitar o feriado para descansar tranquilamente. Mas a época também pode ser propícia para faturar algum dinheiro extra.

Segundo o analista de Orientação Empresarial do Sebrae, Valdir Cavalcanti, o primeiro passo é descobrir algo que se goste de fazer (um hobby, um talento). Para ele, “muitas áreas são promissoras. Comidas, bebidas, fantasias, adereços e transporte são bem lucrativas. Mas é muito importante que o empreendedor escolha uma que goste de trabalhar”.

Além disso, o especialista recomenda: “Tudo que for comprado deve ser bem calculado para não haver sobras, Normalmente os preços de venda são mais elevados do que em outras épocas e por isso a rentabilidade é positiva se não houver desperdício e sobra.”

Então, comece a se planejar e aproveite estas 5 ideias de negócios para fazer um dinheiro extra no Carnaval:

 

1 – Acessórios de verão

O feriado de Carnaval coincide com o auge do verão brasileiro. Por isso, uma ótima ideia para ganhar algum dinheiro extra no período é revender acessórios de uso comum nessa estação, como óculos de sol, bonés, chapéus, biquínis, chinelos personalizados, etc.

Quem estiver pensando em um negócio do tipo deve começar procurando um bom fornecedor e planejando as formas de comercialização. Renata Lages, designer de joias em prata, comenta: “A minha primeira experiência foi colocar os produtos à venda na loja de uma amiga. Como tiveram uma boa saída, dei continuidade”.

 

2 – Aluguel de temporada

Essa é uma boa ideia para quem vive em cidades turísticas. Principalmente, se for viajar no feriado (ou hospedar-se na casa de algum parente). De qualquer jeito, também é possível alugar apenas um cômodo (um quarto em sua casa, por exemplo). E há até alguns casos de quem alugue o banheiro de casa, quando a residência é próxima a locais de folia.

Para quem considera alternativas assim, é interessante conhecer sites como o https://www.airbnb.com.br/, em que os próprios proprietários negociam o aluguel temporário de seus espaços com os interessados.

 

3 – Fantasias e abadás

Tem dons para costura, customização ou montagem de acessórios? Por que o Carnaval é uma ótima oportunidade para vender fantasias e bijuterias, por exemplo, ou confeccionar abadás.

Você ainda pode criar uma conta no Instagram ou em outra rede social para exibir suas peças e vendê-las até na sua própria casa ou pela Internet mesmo. Só não deixe de calcular todos os gastos que terá para não se perder nas contas.

Para a dona de restaurante Lívia de Menezes, que montou contêineres móveis para atender em eventos, “as planilhas são de extrema importância para analisar a viabilidade de participar de cada evento, calculando a quantidade de pessoas e a estimativa de vendas”. Afinal, a ideia é ganhar um dinheiro extra.

 

4 – Lanches e bebidas

Como a maioria das cidades brasileiras têm opções de Carnaval de rua, vender lanches e/ou bebidas para foliões, turistas e transeuntes é uma excelente ideia. Aliás, o consumo de lanches rápidos e de bebidas alcoólicas costuma disparar no período carnavalesco.

Entre as bebidas, nem só a cerveja deve ser considerada. Água, refrigerantes, água de coco e sucos naturais também fazem sucesso. Geladinhos (sacolés) alcoólicos também são boas opções. No caso dos lanches, é bom apostar em algo que você já tenha prática em fazer ou descobrir um bom fornecedor.

De qualquer forma, tenha atenção às normas de higiene e procure a administração municipal previamente para saber como você poderá vender nas ruas legalmente.

 

5 – Transporte

Apesar das polêmicas, o uso de aplicativos como Uber e 99Taxi tem se consolidado por todo o país. E no período das festas de Carnaval, esses serviços de transporte devem ser ainda mais solicitados.

Se você tem um carro próprio e quer apostar nessa ideia, é preciso regularizar a situação no Detran regional (alteração no documento do veículo) e inscrever-se nas plataformas para as quais deseja dirigir.

 

Você já conhece o maior sistema cooperativo de crédito do país, o Sicoob?

 

 

Capa: Photo by Jason Leung on Unsplash

Leia Também

Comentários

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *